Edu K, Um Rockeiro Gaúcho em “A Fazenda 8″(Capitulo 1)

edu K

Eduardo Dornelles, o Edu k, é o representante gaúcho em “A fazenda 8”. Edua nasceu em Porto alegre e é vocalista da banda De Falla, que nos anos oitenta estourou no Brasil inteiro na coletânea “Rock Grande do Sul”, ao lado de Os Replicantes, Engenheiros do Hawai, Garotos da Rua e TNT.

O mais escrachado dos rockeiros gauchos vai ter a dificil missão de se manter até o final do programa que dará um prêmio de 2 Milhões de reais.

Acompanhe aqui o dia a dia do rockeiro gaúcho que na primeira semana ajudou os companheiros a separar o lixo seco do lixo orgânico.

amaral

O ex Volante do palmeiras é um dos conhecidos da ala masculina do programa.

ovelha

O Cantor Ovelha, que ficou famoso nos anos oitenta é o outro conhecido.

E No lado feminino como não poderia deixar de ser belas mulheres que vamos apresentando no decorrer dos dias, a primeira é Ana Paula Minerato, Musa da Gaviões da Fiel

ana paula 1 ana paula2 ana paula3 ana paula4 ana paula5 ana paula6 ana paula7

As Demais “fazendeiras” vamos mostrando nos próximos posts.

Anúncios

Bohemian Rhapsody

Há muito tempo não assistia um filme assim. Eu nem era tão fã do Queen, mas só a trilha sonora valeu o filme, é um hit atrás do outro e o Freddy Mercury regendo o público era demais, talvez não tenha outro igual. Lembro de ter assistido ao show do Rock In Rio em 1985 e ter ficado encantado com o show, mas o cara era muito “afeminado” e confesso que isso me incomodava um pouco, só que o talento dele era gigantesco. Muitas pessoas criticaram o filme por alguns erros históricos mas isso é bobagem, o filme vale pela história e principalmente pelas músicas e talvez por isso tenha sido até hoje o filme com maior número de músicas boas para mim.

A Saída de Serginho Moah do Papas da Lingua

Uma noticia pegou os fãs de surpresa essa semana, Serginho Moah sairá do Papas da Lingua em abril e a banda vai em busca de um novo vocalista.

Fundada em 1993 e esse ano completando 25 anos o Vocalista decidiu seguir em carreira solo. A Banda lançou ao longo de sua carreira 5 albuns de estúdio, 3 albuns ao vivo e 3 Dvd’s e vários hits como Vou ligar, Ela vai Passar, Baby, Pó de Pimenta, Xa la la la lá, Eu Sei, Tentação, Rock’n Roll Lullaby, Lua cheia e Pingos de amor entre outros.

A Banda é formada por Zé natálio no Baixo, Serginho Moah, nos vocais e Léo Henkin(Ex-Os Eles e Saracura) e Fernando Pezão(Ex-Saracura).

A Banda cumprirá a agenda até 30 de abril de 2019 quando serginho sairá e então os demais integrantes buscarão o novo vocalista.

A Grande Atriz e a Menininha, A Grande Atriz e a Senhora e Musas Aniversariantes da Semana

Alguns exemplos são explícitos, principalmente quando se trata da transformação das mulheres, mulheres/meninas, mulheres/senhoras e é isso que percebemos na reprise da novela Belíssima, atualmente nos últimos capítulos essa semana.

Fernanda Montenegro a grande vilã da novela contracena com uma menininha ruiva, bonitinha e talentosa chamada Marina e essa criança, passados 14 anos da exibição dos primeiros capítulos se transformou em um mulherão, talvez um dos maiores talentos da Rede Globo e uma das mais belas, no auge de seus 21 anos.

Nos tempos de hoje, Fernanda Montenegro uma senhora que coleciona premiações de melhor atriz mas que tem aparecido pouco em novelas ainda é lembrada, obviamente porque é uma das maiores atrizes desse País e a menininha de Belíssima além de uma beleza hipnotizante, é um dos maiores talentos de nossa televisão e chega a emendar uma novela na outra.

Dois talentos, duas belezas distintas e que um dia contracenaram em uma novela que está acabando nessa semana.

Musas Aniversariantes

09/janeiro-Kate Middelton(1982)

10/janeiro-Linda Lovelace(1949-2002)

11/janeiro- Patricia Pillar(1964)

11/janeiro-Suzy Rêgo(1967)

12/janeiro- Kristie Alley(1951)

Dia Nacional da Fotografia e do Fotógrafo

Enterro de um cachorro Herói
Bombeiro Australiano dá água a um Koala durante incêndio na Floresta
Menino corre para se despedir do pai que vai pra guerra
No meio da guerra soldado encontra um piano e toca

Um dia sonhei ser fotógrafo, mas os altos valores de uma câmera me fizeram desistir de um pequeno sonho, vieram então as câmeras digitais e aí pude amenizar um pouco aquela pequena desilusão e até certa frustração, mas ainda assim aquele sonho ficou ali guardado até que em 2018 descobri um curso gratuito de fotografia e hoje posso dizer que sou fotógrafo, ainda mais que hoje em dia muitas pessoas são fotógrafos e fotógrafas, já que o Instagram nos deu essa oportunidade. Portanto nesse dia de hoje me sinto parabenizado. Parabéns aos colegas Fotógrafos do mundo inteiro.

OBS:As fotos acima fazem parte de uma seleção das 30 melhores fotos de todos os tempos.

O Dia mais Triste…

O final de ano nunca foi muito apreciado por mim, principalmente por causa do colégio. mas tudo era amenizado quando chegava o final de dezembro e ía para a praia, ai sim me sentia no paraiso, infelizmente não durou muito mas o que eu nunca imaginei é que isso poderia piorar um dia e a vida é assim se pode piorar, certamente vai piorar, em compensação quando melhora, melhora mesmo.

Desde 2005 esse 28 de dezembro é o dia mais triste da minha vida e não é porque já não tenho praia, ou porque os finais de ano são chatos e monótonos, mas é porque perdi uma das pessoas mais importantes da minha vida nessa data e isso acho que nunca vai se apagar da memória, pode até amenizar as vezes, mas passar não vai passar nunca.

Hoje, pesquisando coisas importantes que aconteceram nessa data me deparei com o assassinato da atriz Daniela perez, algo chocante e que nunca puniu seus causadores como devia ser feito e se não me engano já estão até soltos, prontos para outra e também nesse dia foi a morte do poeta Olavo Bilac, aquele que escreveu:

“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo,
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muitas vezes desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

Ou Então:

Foste o beijo melhor da minha vida,
ou talvez o pior…Glória e tormento,
contigo à luz subi do firmamento,
contigo fui pela infernal descida!

Ou:

Eu vos direi “Amei para entendê-las
Pois só quem ama pode ter ouvidos
Capaz de ouvir e entender as estrelas.”

Essa data marca também na história a primeira exibição de um filme em público, proporcionado pelos Irmãos Lumiére em 1895, se eles soubessem que seu invento geraria milhões por ano talvez ficassem muito felizes, afinal de contas na época as pessoas não deram muita importãncia para a novidade.

E duas musas aniversariam nesse dia e não poderia terminar esse texto de melhor forma do que mostrando belas fotos de Wanessa Camargo(1982) e Giulia Gam(1967).

O Último Filme

“Superman” está de volta ao cinema após 40 anos

   Que curioso, essa semana lí uma reportagem que dizia que um dos últimos cinemas de Porto Alegre iria fechar(Cinema de Rua), aliás , acho que era o último dos mais tradicionais da cidade já que os outros já fecharam há muito tempo devido à concorrência dos Cinemas de Shopping.

   Pois nesse cinema me lembro de ter ido com minha avó para assistir ao Superman, e essa é uma das poucas lembranças que tenho de minha avó paterna, já que ela não fez muita parte da minha infância e de meus irmãos e se for contar as lembranças que tenho com ela acho que nem passam de cinco no total.

   Pois esse filme que foi um clássico do final dos anos 70 volta à cartaz em homenagem aos 40 anos de seu lançamento numa promoção da Rede Cinemark. Juro que se tivesse um cinemark perto de casa iria lá para assistir de novo, dessa vez sem minha avó que infelizmente já faleceu e nem com minha irmã que hoje tem muitos compromissos, mas que valeria fazer um “Revival”, valeria, o Superman era um de meus heróis favoritos, só perdendo para o Thor.

Hamlet-Primeira Vez

    Como um grande apreciador da cultura, sempre tive uma curiosidade pela obra de William Shakespeare, mas nunca tive a oportunidade de ver ou assistir uma obra sua encenada em um teatro e isso mudou nesse final de semana quando ganhei um ingresso para assistir Hamlet.

   A única obra do dramaturgo inglês que havia assistido tinha sido a famosa história de Romeu e Julieta, mas foi no cinema em algumas versões e era uma bela história.

   Quanto à Hamlet, confesso que minha ignorância era quase total, mas ali estava eu na platéia do Theatro São Pedro para assistir a famosa peça.

   O grupo que encenou veio do Rio de janeiro e usou uma peça metálica com vidros para dividir o cenário e a mesma peça servia para projetar a imagem do pai de Hamlet.

   Os atores se revezavam entre a frente do palco e a parte de trás do tal objeto de metal(tipo Portão) que às vezes era levantado ampliando assim o palco.

   Depois de uma hora e meia de espetáculo um intervalo de dez minutos e nessa hora quase desisti de voltar, mas estava ali praticamente à trabalho e seria até um insulto à mim mesmo sair dali. Os atores voltaram e a peça seguiu por mais uma hora e ao final não me arrependi de ter ficado, foi uma boa experiência, e finalmente fui apresentado à shakespeare nos palcos.já estou inclusive ansioso para as próximas peças que vou avaliar.

  

O Novo RPM sem Paulo Ricardo

   Sinceramente, achei que o grupo havia acabado, mas achei legal a iniciativa de continuar sem o principal membro.

   Quem me conhece sabe que sempre fui fã do rock nacional e fui criado ouvindo Rock’n Roll, mas duas bandas eram disparado as minhas preferidas, Blitz e RPM.

   Há alguns anos atrás fui à um show da Blitz e fiquei meio deprimido, o tempo tinha passado e não era mais a mesma emoção. Tempos depois fui à um show de Paulo Ricardo e a magia continuava quase a mesma.

   Mas hoje à tarde quando lí uma reportagem em que a banda estava de volta fiquei até curioso, mas fiquei surpreso por saber que Paulo Ricardo estava fora, o vocalista e Baixista agora é Dioy Pavone que tocava em uma banda paulista chamada Carrão de Gás, confesso que nunca ouvi falar, mas acontece que a minha curiosidade já não é a mesma de anos atrás.

   O RPM segue agora com Dioy, Fernando Deluqui, Luiz Schiavon e paulo Pagni e desejo que continue com a mesma energia de sempre, eu aqui estarei torcendo para que o sucesso seja parecido com o que já viveram em anos atrás.